Apresentação gratuita

  • Porque o leite é importante - Maureen Minchin - clique aqui para mais detalhes
     
    Porque o leite é importante – Maureen Minchin
     

    Esta apresentação vai delinear alguma da ciência e história que apoia a hipótese do leite, com uma explicação para a surgimento global de desordens imunitárias e as chamadas doenças não-comunicáveis. Vai discutir que o amontoar inter-geracional dos impactos das alterações na alimentação infantil têm, de facto, criado doenças que comunicam verticalmente, através da alteração do microbioma e afetando a expressão genética, em formas que se provaram ser transmissíveis através das gerações, e não apenas de mães para filhos. O leite amostra a totalidade do ambiente e facilita a adaptação do bebé ao mesmo, providenciando uma mistura complexa de componentes bioativos e nutrientes em equilíbrio que nunca foram, nem poderão ser, replicados artificialmente. A apresentação vai fazer o resumo das formas chave e já demonstradas em como a alimentação artificial altera o desenvolvimento humano normal e sugere razões porque esta investigação essencial não foi melhor executada, compreendida, nem usada. Vai delinear algumas das alterações estruturais – no cuidado das mulheres e bebés, e nas politicas sociais mais abrangentes – que são precisas para parar e mesmo reverter os danos que já foram criados nos genomas e microbioma durante século de alimentação artificial global. Vai providenciar aos participantes um claro entendimento da importância critica para a saúde humana – presente e futura – das recomendações da Organização Mundial de Saúde (OMS) para todos os bebés, em todos os países, em que idealmente sejam amamentados até por volta dos 6 meses e que continuem a amamentar até e para além do segundo ano de vida.

     

    Maureen Minchin

    Historiadora médica e educadora da saúde, Maureen Minchin está envolvida há décadas nos esforços globais de promoção de práticas de alimentação de bebés baseadas em evidência científica, e é reconhecida internacionalmente como tendo um papel primordial na criação da profissão de consultora de lactação. É consultora de organizações internacionais, como a Organização Mundial de Saúde e o fundo das Nações Unidas para a Infância. Tem formado profissionais de saúde, inclusive através da criação de cursos universitários, no Reino Unido e na Austrália, e é membro da equipa editorial do jornal eletrónico de acesso livre International Breastfeeding Journal.

    A Maureen é autora dos livros Food for Thought: A Parents Guide to Food Intolerance (Comida para pensar: um guia da intolerância alimentar para pais) e Breastfeeding Matters – What We Need to Know About Infant Feeding (A amamentação importa – o que precisamos saber sobre a alimentação infantil), bem como de artigos científicos e de revisão cientifica para a Organização Mundial de Saúde e a USAID.

    Tendo sido mãe de 3 crianças nos anos 1970, tem a experiência de como as práticas hospitalares tornam a amamentação difícil e as alergias como inevitáveis, com consequências duradoiras para as suas crianças. Desde então dedicou a sua vida a aconselhar e apoiar famílias com alergias, enquanto trabalha para melhorar a formação dos profissionais de saúde.

    O seu último livro, Milk Matters: Infant Feeding and Immune Disorder (O leite é importante: alimentação infantil e desordens imunitárias) foi publicado em 2015 e pode ser encomendado diretamente à autora.


     
 

Boletim de Notícias

 

Inscreva-se na nossa newsletter e fique a par das novidades.



 
Se gostou desta apresentação, registe-se para ouvir mais na nossa conferência
 

Ajudando a melhorar a amamentação

Conferência online
até 1 de março de 2017

Registar


 

 

 


As opiniões expressas nesta apresentação são o (s) autor e não refletem necessariamente a opinião do iLactation. As apresentações não se destinam a substituir o conselho médico profissional ou de auto-diagnóstico e tratamento. Todas as apresentações são Copyright © 2016-17 iLactation e não pode ser copiado, descarregadas, distribuídos ou transmitidos sem a permissão por escrito da iLactation.